Uma abordagem Ericksoniana para um inconsciente informado

Livro do Mês - Setembro de 2014

Capa do Livro

Uma abordagem Ericksoniana para um inconsciente informado - Histórias, metáforas e citações que curam

“Por definição, metáforas e contar histórias são intervenções indiretas que nutrem a independência do cliente... Contar histórias cria estados de transe. O transe evita as defesas conscientes e acessa os recursos inconscientes...” (Betty Alice Erickson, citada à pág. 37 da presente obra).

“Uma abordagem ERICKSONIANA para um inconsciente informado”, que tem como subtítulo “Histórias, metáforas e citações que curam” é o segundo livro de Stephen Paul Adler publicado no Brasil. O primeiro, “HIPNOSE ERICKSONIANA – Estratégias para a Comunicação Efetiva” já foi reimpresso.

Stephen Paul Adler é norte-americano, mas passa grande parte do ano em nosso país ministrando cursos e seminários. Ph. D. em Psicologia, ex-professor da Universidade de Nova Iorque, foi também diretor da “New York Milton H. Erickson Society Psychoterapy and Hypnosis”. Tem formação de primeira grandeza na área de Hipnose Ericksoniana, sendo autor, também, de dezenas de vídeos e cds sobre a temática.

A obra que Golfinho relaciona, agora, como “Livro do Mês” foi publicada pela Editora Leader, São Paulo. São 175 páginas que ensinam o leitor o que é metáfora e a arte de contar histórias, com destaque para as histórias que curam. Além de Paul, Betty Alice Erickson, hipnoterapeuta, autora, filha de Milton H. Erickson, que nos últimos anos vem ministrando cursos em nosso país, escreveu algumas páginas, “Sugestões Adicionais para a Criação de Histórias”, “A criação de histórias e metáforas terapêuticas, e “Sugestões adicionais para a criação de histórias”. A tradução é de Teresinha Passarella Coelho, Terê, que tem formação em Hipnose Ericksoniana, e é a principal tradutora dos seminários e cursos de Paul Adler e Betty Erickson. Terê, a partir da página 131 apresenta uma entrevista com o principal autor desse “Livro do Mês”, que mais que uma entrevista é uma lição de como dialogar e perguntar sobre a temática ericksoniana.

Golfinho comenta “Uma abordagem ERICKSONIANA para um inconsciente informado” transcrevendo uma pequena, mas riquíssima história de autoria do filósofo Martin Buber, judeu de origem austríaca, que destaca, com rara sabedoria a arte de contar uma história que gere mudanças:

“Uma história deve ser contada de tal forma que constitua uma ajuda em si mesma... Meu avô era coxo, certa vez lhe pediram para contar uma história sobre seu professor e ele contou como (seu professor) costumava pular e dançar enquanto rezava. Ao descrevê-lo, meu avô se levantou e se envolveu tanto com a história que começou a pular e dançar para mostrar como o mestre faria. Daquela hora em diante ele ficou curado (cure) de sua deficiência na perna. É assim que se conta uma história”.

Eis metaforicamente a essência desse livro: ensinar ao leitor a arte de gerar e contar histórias que gerem ecológicas mudanças em si próprio e nas pessoas. Um manancial de “dicas”, bons conselhos, citações, e  técnicas facilitam a criação de novas histórias e metáforas. Vintenas de histórias que curam, algumas verdadeiramente antológicas, todas importantes, beneficiam o leitor, e o ensinam como trabalhar, com eficiência, mudanças saudáveis em adultos e crianças.

Uma obra para ser lida, relida, aplicada em casa, nas escolas, nas empresas, no governo.

João Nicolau Carvalho, professor universitário, doutorando em Hipnose, Trainer em PNL*