Sapos em Príncipes

Capa do Livro

Sapos em Príncipes
Título original: Frogs into Princes
Editora: Summus
ISBN: 8532301452
Escrito por: John Grinder, Richard Bandler

Fazer uma revisão do mais famoso e conhecido livro da dupla Bandler-Grinder não é tarefa fácil. Sobre este livro muito é falado, escrito, comentado. Alguns o acham uma obra esplêndida, o grande início da PNL, o vislumbre de toda uma nova tecnologia, outros não conseguem entendê-lo, muitos não são capazes de lê-lo completamente, às vezes é considerado confuso, sem sentido, sem pé nem cabeça. O que faz uma obra ser tão polêmica?

Este livro, lançado nos Estados Unidos em 1979 e no Brasil em 1982, ao contrário do que muitos acreditam, não foi o primeiro livro de PNL a ser publicado pela dupla. Antes dele já haviam sido lançados entre 1975 e 1977 os livros "A Estrutura da Magia I e STRUCTURE OF MAGIC, Vol.2*", "PATTERNS OF HYPNOTIC, vol.1* e Vol.2*" e "Changing with Families" * (* não traduzidos para o português), este último em conjunto com Virginia Satir.

O livro Sapos em Príncipes foi organizado e editado por John O. Stevens, autor de livros de Gestalt. Mais tarde, ele viria a trocar o seu nome por Steve Andreas, autor conhecido de vários livros de PNL e casado com Connirae Andreas. Também é seu o prefácio, onde relata o seu caminho até chegar à PNL e sua visão sobre ela. Imperdível!

O livro está organizado em 3 capítulos como se fosse um workshop de 3 dias. É escrito na primeira pessoa e por isso tem-se a impressão de que os autores estão ali em um palco à frente, falando com o leitor.

O primeiro capítulo se chama "Experiência Sensorial: Sistemas representacionais e pistas de captação". Este capítulo trata destes tópicos e mais, calibragem, rapport, estratégias, gestalt, metáforas, pressupostos, básicos, crenças, metamodelo entre outros, mas são pinceladas. Há também um relato de cura de fobia.

O segundo capítulo se chama "Mudando a história e a organização pessoais: Ancorar". Nele estão uma técnica longa de mudança de história pessoal com âncora e passeio ao futuro. Aí também se encontram assuntos como hipnose e relatos de casos e a técnica de integração de partes, com o uso das mãos (Visual Squash).

O último capítulo é "Descobrindo novos caminhos: Remodelar", onde está uma descrição da técnica de Ressignificação de 6 passos, com diálogos, comentários, e perguntas referentes ao que está sendo processado.

O modo coloquial do livro, as histórias e casos contados, a descrição do que está acontecendo com a plateia ou com algum participante que está participando, as perguntas feitas e suas respostas, relatos de diálogos e casos tratados por Milton Erickson e Virginia Satir enriquecem o livro e o tornam único. Além de tudo isso a maneira como encerra o primeiro e o segundo capítulo (ou dia de workshop) é uma aula a parte.

Este não é um livro para se começar a entender a PNL, ele não ensina PNL aos leigos ou apenas iniciantes, não é um livro didático na forma como é escrito e pela dispersão de vários pontos que vão sendo colocados pelos autores como se estivessem ali batendo um papo com o leitor. Este é um livro para ser lido e relido, para ser mastigado e deglutido de forma lenta e cuidadosa, por aqueles que já detêm o conhecimento dos básicos e das principais técnicas. Existem páginas e parágrafos que ensinam mais do que se encontra em alguns livros de PNL, mas estão ali visíveis apenas aos olhos preparados e atentos.

Sinto este livro como se fosse levada à um passeio sobre PNL, seu início, as primeiras descobertas, encontrando espalhados os mais diversos e interessantes temas da área, conseguindo por vezes ter alguma luz de como os autores chegaram a descobrir as "técnicas" que dão resultados.

Revisão feita por Márcia Hexsel Abichequer, Médica Nefrologista e Master Practitioner em PNL

Publicado no Informativo de PNL - O Golfinho número 28 de fev/97

Para comprar: Livraria Cultura
Você pode tentar livros usados na Estante Virtual
Veja também comentário deste livro em Livro do Mês - Agosto de 2005

Categoria: