Metáfora da Semana

Metáfora da Semana 33, em 20 de Agosto de 2016

Muito além do jardim

Desde os primeiros dias na empresa, uma pessoa conseguiu chamar a minha atenção porque, muito embora o ambiente ali seja extremamente agradável, o “seu Vavá” – nosso jardineiro – conseguia superar isso pelo seu constante bom humor e amor pelo que faz.

Procurei desde cedo me aproximar dele – o que, convenhamos, é uma tarefa extremamente fácil – em busca de um relacionamento mais amplo. Isso foi ainda mais fácil porque, a exemplo do “seu Vavá”, também sou um “pássaro madrugador”. Assim, por volta das sete horas da manhã, já trocamos os habituais cumprimentos de bom dia, como vai, as novidades de ontem e de hoje, o futebol, etc.  

Num belo dia, não satisfeito com o estilo “piloto automático” dos meus contatos com ele, resolvi aprofundar nosso papo e perguntei ao “seu Vavá” o que ele estava fazendo. Confesso que eu esperava uma resposta do tipo: “Estou podando e regando as plantas e flores.” Mas ele me surpreendeu dizendo apenas:

- Estou deixando a empresa mais bonita.

A partir desse momento, desliguei o “piloto automático” e pude conhecer um pouco mais o jardineiro que trabalha nesta empresa desde 1983 e que sempre tem um fantástico sorriso capaz de contagiar a todos e uma sabedoria e amor por seu trabalho que motivam a todos nós e parece ser reconhecido pelas plantas e pelas flores. Pude observar que, quando o “seu Vavá” sai de férias, elas sentem a sua falta, pois não ficam tão viçosas, mesmo sendo bem tratadas por outro jardineiro. “Seu Vavá” criou um local que carinhosamente chama de UTI, onde flores e plantas são cuidadosamente tratadas, com uma recuperação muito acima dos padrões normais. O segredo, segundo ele, é o amor e o prazer de fazer o trabalho bem-feito.

Não tenho dúvidas em afirmar que “seu Vavá” nos ensina todos os dias uma lição fundamental: a busca contínua pelo prazer de fazer seu trabalho com amor, e saber que sempre existe um patamar superior em tudo o que fazemos.

“Seu Vavá” (seu nome verdadeiro é Lourival Ferreira da Graça), muito obrigado pelas lições de vida e amor pelo trabalho, e que Deus o abençoe sempre.

Roberto Zardo
No livro: Espírito de Cooperação no Trabalho