Dados pessoais, em redes sociais, como podem ser utilizados

Um professor de psicologia russo-americano de uma Universidade americana, acessou os perfis de milhões de usuários através de um aplicativo no Facebook.  Desses, 30 milhões deles tinham informações suficientes para serem exploradas com fins políticos.

Com essas informações, a  empresa teria criado um programa destinado a prever e influenciar o voto  dos eleitores da última eleição presidencial americana.

Para os que estudam PNL e conhecem metaprogramas dá para entender como a empresa usou os dados do Facebook.

Eles foram utilizados para identificar os Metaprogramas dos usuários e montar a publicidade das campanhas eleitorais de forma a convencer os eleitores a votarem como eles queriam usando argumentos de acordo com os Metaprogramas.

Isso pode ser mais facilmente entendido assistindo a série Bull que atualmente passa no canal A&D HD da televisão paga. O Dr. Bull é um verdadeiro mestre na arte de combinar psicologia, intuição e tecnologia para influenciar como desejar os membros de qualquer júri, advogados, testemunhas e, inclusive, o acusado. https://canalaetv.com.br/serie/bull  Vale como uma verdadeira aula prática.

Na PNL o uso que fazemos de Metaprogramas é para ajudar as pessoas a se entenderem melhor, entender melhor os outros e como ferramenta para atingir objetivos e encontrar soluções.

"Uma faca é uma faca, pode ser usada para passar manteiga no pão ou para ferir e matar"