Artigo do Mês

5 maneiras físicas para se sentir bem

Escrito por: 

Publicado em: 

qua, 01/02/2017

Como utilizar a sua fisiologia para mudar o seu humor

Às vezes, não é fácil se livrar de um humor desagradável. O humor parece ter uma tal aderência que mudar os seus pensamentos e pensar em coisas positivas não funcionam.

Por que isso? Por que esses estados de espírito (ou humor) resistem ao pensamento positivo? Bem, as duas peças-chave em um humor são:

1. Mente – o seu pensamento (imagens mentais e diálogo interior).

2. Corpo – a sua fisiologia (toda ela e não apenas a sua postura).

Cada um alimenta o outro e mantém ou reforça o humor. Isso significa que você precisa mudar cada um deles para garantir que dure a mudança do seu humor.

A maioria das tentativas para você se livrar de um mau humor começa pela mudança dos seus pensamentos. Nós imaginamos coisas positivas e falamos para nós mesmos: pense positivo, anime-se, acalme-se, você pode superar isso, olhe o lado positivo, enfim, esse tipo de coisa.

Mas se for um mau humor forte ou se “criou raízes” ao longo das horas ou dias, esse tipo de pensamento positivo não vai ter muito impacto – a fisiologia do humor é muito poderosa.

A primeira etapa é física

Felizmente, há uma maneira de contornar isso: primeiro mude a sua fisiologia – depois resolva o seu pensamento!

A mudança de humor é muito mais fácil com essa forma de contornar. A forma mais rápida de se livrar de um mau humor é mudar o seu "físico", a sua fisiologia. Mude a sua postura, expressão facial, respiração, movimentos, tensão muscular, etc. E deixe o pensamento positivo, valioso como ele é, para um pouco mais tarde.

5 dicas físicas

As cinco técnicas a seguir irão levá-lo a um bom começo. Trate os cinco métodos como 1 + 4, pois o primeiro tem um uso diferente em relação aos outros quatro.

Dica 1: Relaxar

"Relaxar" é como um pronto socorro para as emoções. Use quando precisar se livrar rapidamente de um mau humor e depois respalde-o usando técnicas mentais ou alguma das outras 4 dicas físicas – ou os dois.

Dicas 2-5:

Essas técnicas são usadas na “manutenção" do dia a dia. Sim, você pode usá-las para auxiliar a técnica “Relaxar”. Mas na verdade elas são para você se sentir bem na maior parte do tempo e ficar menos propenso ao mau humor.

Dica 1. Relaxe

Com esse método rápido você muda a sua fisiologia tanto quanto possível. E isso funciona melhor se você se mover em vez de simplesmente mudar a sua postura. Relaxe seus músculos e a postura andando, e mova os seus músculos balançando os braços. Destina-se a conseguir uma postura oposta a do mau humor e tão rapidamente quanto possível.

Se você estava sentado tranquilamente, então se levante e se mova energicamente. Se você estava andando de uma forma fisicamente agitada fique quieto, sentado ou deitado e diminuindo lentamente a sua respiração – ou andando de uma forma deliberadamente mais lenta.

(Cuidado com o velho conselho de fazer respirações profundas. Respiração rápida e profunda energiza e agita. A respiração lenta e a respiração superficial são relaxantes.)

Esse relaxamento prepara o caminho para outras mudanças físicas e mentais. Ele funciona porque você interrompe fisicamente o ciclo da mente e do corpo alimentando-se entre si em um ciclo de negatividade.

Relaxar não foi concebido para se livrar do mau humor. Você está simplesmente quebrando o laço entre a fisiologia e o pensamento. Isso torna mais fácil a mudança do seu pensamento.

As quatro técnicas a seguir não são para mudanças de humor muito rápidas. Elas são para o uso contínuo diário. O seu objetivo é torná-las um hábito de modo que você se sinta melhor na maior parte do tempo.

Dicas 2-5: os métodos contínuos

Sente menos, mexa-se mais.

Nós sentamos muito. Muitos de nós passamos sentados seis ou mais horas por dia – no trabalho, no carro, num sofá. Nossos corpos evoluíram para serem fisicamente ativos na maior parte do tempo em que estamos acordados, mas esse design já não se adapta à vida moderna. Ou talvez a vida moderna não seja adequada para mentes e corpos saudáveis.

Todo esse tempo sentado na verdade nos faz ficar cansados, causa problemas de saúde e não favorece um humor perspicaz e elevado. Se você não estiver convencido compare como se sente nos dias em que se mexeu muito com aqueles dias nos quais passou sentado em uma grande parte do seu tempo.

Aqui está de que modo:

• Saia da cadeira e mexa-se por alguns minutos a cada hora. Se o seu trabalho exige que você fique sentado por longos períodos (call centers, alguns escritórios, caixas de supermercado, por exemplo) use o intervalo para ir ao banheiro ou as idas para buscar água para relaxar a sua postura – e, depois do trabalho, compense a inatividade.

• Fique de pé mais do que sentado. Mesmo nas ocupações citadas acima, geralmente é possível alternar períodos de pé com sentado.

• Verifique e ajuste a sua postura de hora em hora até que uma boa postura torne-se um hábito. O intuito é se sentar na ponta da cadeira. Arqueie a parte inferior das suas costas. Sente ereto em vez de curvado ou desleixado.

• Solte os ombros – permita que o pescoço se alongue e o queixo se dobre ligeiramente. Imagine um fio puxando a coroa da sua cabeça para cima e ligeiramente para frente.

• Olhe mais ao seu redor, especialmente se você trabalha usando uma tela de computador. Isso relaxa os músculos do olho, porque eles têm que mudar o foco, e ajuda a manter os músculos dos ombros distendidos. E isso o faz se lembrar de que há vida além daquele pequeno mundo na frente dos seus olhos.

Sentar menos realmente afeta o meu humor? Há muitas evidências nas pesquisas que sugerem que sim. Mas o melhor teste é praticar durante uma ou duas semanas e descobrir como isso tudo funciona para você.

Dica 3. Ande como uma criança!

Observe como as crianças caminham saudáveis, antes que atinjam a fase de arrastar os pés dos adolescentes. E compare isso com o outro extremo – como muitas pessoas idosas andam.

A criança saudável anda com uma mola ou um salto no passo dela, balançando os braços, pernas em movimento a partir dos quadris e com a cabeça erguida e olhando tudo ao seu redor. Por outro lado, muitos idosos não andam – eles arrastam os pés com passos muito pequenos, mal levantando os pés e com a cabeça baixa.

Marcha é como chamamos a nossa maneira de andar e ela tem um impacto muito poderoso sobre os nossos sentimentos. Quando estamos felizes e entusiasmados andamos com vitalidade e elasticidade. As pessoas deprimidas deixam que a postura delas desabe. Elas arrastam os pés olhando para o chão. Porém a marcha da maioria está em algum lugar entre os felizes e os deprimidos.

Veja como:

• Compare o efeito de diferentes modos de caminhar para você se convencer. Ande na marcha dos deprimidos ou dos idosos descrita acima por cerca de 5 minutos. Agora, passe alguns minutos caminhando como uma criança. Observe o impacto no seu humor.

• Desenvolva um estilo de andar melhor. Caminhe um pouco mais rápido. Procure andar como se estivesse molas no seu passo. Balance as suas pernas a partir dos quadris. Balance os braços.

• E enquanto você anda, olhe ao seu redor e para cima em vez de olhar para o chão.

Você não tem que fazer isso o tempo todo. Inicialmente só faça em períodos curtos todos os dias. Assim que você descobrir o quanto isso o ajuda a se sentir melhor, você pode se descobrir fazendo-o mais vezes – sem perceber.

Dica 4. Cante – em voz alta!

Você tende a obter olhares engraçados se você sugerir para a maioria das pessoas cantarem em voz alta para se sentirem bem. Especialmente aqui no Norte da Europa, onde somos bastante inibidos por esse tipo de coisa.

No entanto, o canto é um trocador de humor instantâneo. E também muito poderoso.

Agora, antes de se mover rapidamente para a próxima dica, reconheça que você não precisa ser extrovertido ou desinibido para usar o canto para mudar o seu humor!

• Você pode cantar, por exemplo, quando estiver sozinho em casa. Também é uma grande oportunidade para cantar em voz alta é enquanto estiver dirigindo. Você também pode cantar baixinho quando estiver caminhando num parque ou no campo.

• Experimente. Passe cinco ou dez minutos cantando canções alegres, especialmente aquelas com um ritmo mais animado, e observe como muda o seu humor.

• Escolha canções associadas com boas memórias, pois isso faz com que a mudança de humor seja ainda mais poderosa – porque você estará utilizando a técnica da ancoragem da PNL.

Um benefício adicional de se cantar em voz alta é que ele bloqueia o diálogo interno. E o diálogo interno é como muitos mantêm o mau humor. E sussurrar tem os mesmos benefícios? Sim. Não é tão poderoso como cantar, mas é provável que você possa usá-lo com mais frequência, e por isso pode ser melhor. Faça uma experiência ao andar para o trabalho, cozinhando, na academia ou em qualquer outro lugar.

Dica 5. Olhos sorridentes

Essa é bastante sutil. É mais fácil demonstrar do que explicar verbalmente – mas, de qualquer maneira, você pode precisar brincar com isso por alguns dias para reconhecer o seu poder.

Veja como:

• Sorria – mesmo que você não seja sincero. Não, não apenas com a boca – sorria  com todo o seu rosto e, especialmente, com os seus olhos.

• Agora vamos deixar o sorriso desaparecer – muito lentamente, mas não completamente...

•... e mantenha esse último vestígio do sorriso. Último vestígio? Bem, quando o seu sorriso incluir os seus olhos há um enrugamento dos músculos da pálpebra inferior. Essa é a parte a ser mantida – esse enrugamento dos músculos diretamente na parte inferior dos olhos.

• Agora, mantenha esse "enrugamento” – o tempo todo -– e você terá olhos sorridentes! É realmente um sorriso “invisível" porque se você fizer isso direito é quase imperceptível.

• Quer fazer isso ainda melhor? Levante ligeiramente os cantos da sua boca no momento em que você sorrir com os olhos.

Faça uma experiência – pelo menos de hora em hora durante um ou dois dias. Você vai descobrir que não é fácil ficar mal-humorado ou irritado se você conservar essa sensação.

Faça-as trabalhar para você

Essas técnicas físicas são ferramentas muito úteis para você se sentir bem. E elas podem ser integradas à sua vida diária porque você não tem que parar o que está fazendo para usá-las.

A mudança de humor resultante é perceptível, mas no início pode não durar por muito tempo.

Você precisa praticar as técnicas por um tempo até que elas se tornem um hábito. Porém quanto mais você usá-las, mais você se beneficiará delas – e dessa forma produzir a própria motivação delas.

O artigo original "5 Physical ways to feel good" encontra-se no site nlp-now.co.uk

Categoria: